sexta-feira, 30 de maio de 2014

Venha estagiar no Museu de Computação do ICMC


Estão abertas, até 6 de junho, as inscrições para vaga de estágio no Museu de Computação Odelar Leite Linhares, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. Podem se inscrever alunos de graduação regularmente matriculados no curso de Ciências da Informação - Biblioteconomia, a partir do 2º ano, que não possuam outras bolsas.

O estágio é de 20 horas semanais no período diurno, com remuneração mensal de R$ 682,49 mais auxílio transporte. O contrato terá duração de um ano, com possibilidade de renovação pelo mesmo período. As atividades a serem desenvolvidas englobam apoio na preparação de exposições, agendamento e acompanhamento de visitas monitoradas, elaboração de material didático e de divulgação, além da realização de inventário, catalogação e organização do acervo do Museu.

Os interessados deverão preencher formulário eletrônico (por meio deste link: icmc.usp.br/e/8d92c) e encaminhar histórico escolar com reprovações e currículo por e-mail (museu@icmc.usp.br).

Mais informações
Formulário para inscrição: icmc.usp.br/e/8d92c
Comissão de Cultura e Extensão Universitária do ICMC
E-mail: museu@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373.9146

Reeleita coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências de Computação e Matemática Computacional


A professora Maria da Graça Pimentel foi reeleita coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências de Computação e Matemática Computacional (PPG-CCMC), do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, em eleição realizada no dia 21 de maio. O mandato é de dois anos e o suplente é o professor Adenilso Simão.

Maria da Graça é bacharel em Ciências da Computação pela UFSCar, mestre em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela USP, doutora em Ciências da Computação pela University of Kent at Canterbury, no Reino Unido, e livre-docente pela USP. Atualmente, é Professora Titular no ICMC. 

Mais informações
Serviço de Pós-Graduação do ICMC

E-mail: posgrad@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373-9638

Defesas e qualificações da semana - 2 a 6 de junho





Defesa de Mestrado em Ciências de Computação e Matemática Computacional
Um sistema de alerta para o monitoramento remoto do consumo de energia usando redes de sensores sem fio
Aluno: Geraldo Pereira Rocha Filho
Orientador: Jó Ueyama
Quando: sexta-feira, 6 de junho, às 14 horas
Onde: sala 3-103
--------------------

Defesa de Mestrado em Ciências de Computação e Matemática Computacional
Navegação de veículos autônomos em ambientes externos não estruturados baseada em visão computacional
Aluno: Rafael Luiz Klaser
Orientador: Fernando Santos Osório
Quando: sexta-feira, 6 de junho, às 15 horas
Onde: sala 2-3001
--------------------

Mais informações:
Agenda de defesas e qualificações
Serviço de Pós-Graduação do ICMC
Tel. (16) 3373-9638
posgrad@icmc.usp.br

Startup criada por pesquisadores do ICMC e da Universidade Federal de Alagoas vence Olimpíada USP de Inovação

Empresa MeuTutor desenvolve sistemas educacionais inteligentes empregando técnicas de computação e de jogos para motivar o aprendizado online

Ideia de criar a startup nasceu quando Isotani estava no Japão
A inovação é a palavra de ordem na hora de criar ferramentas educacionais inteligentes para facilitar a aprendizagem. Esse é o desafio que move a MeuTutor (http://www.meututor.com.br), uma empresa nascente da área de tecnologia, ou seja, uma startup, criada por meio de uma parceira entre pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, e da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). 

Este ano a iniciativa ganhou o primeiro lugar na Olimpíada USP de Inovação, na categoria empresa nascente e, também, o prêmio Alagoano Empreendedor Inovador. O professor do ICMC Seiji Isotani conta que a ideia de criar a empresa surgiu em 2007, quando atuava como pesquisador na Universidade de Osaka, no Japão, e conheceu o pesquisador Ig Ibert Bittencourt, atualmente professor na Universidade Federal de Alagoas. “Queríamos propor uma empresa de base tecnológica com foco no que estávamos pesquisando. Assim, poderíamos levar para sociedade os benefícios e resultados de nossas investigações acadêmicas mais rapidamente”, contou Isotani. Nasceu assim a MeuTutor, uma startup com sede em Alagoas e incubada na UFAL, que produz plataformas educacionais inteligentes e adaptativas focadas na qualidade do ensino e no desempenho dos alunos.

Uma das soluções criadas pela empresa chama-se MeuTutor-ENEM (https://www.youtube.com/watch?v=DDiqVoU83ig) e foi projetada como se fosse um jogo, disponibilizando os conteúdos das disciplinas que são abordadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por meio de mecanismos de pontos, níveis, rankings e missões. Segundo Isotani, o uso de técnicas de jogos para motivar o aprendizado online – gamificação – é uma das características inovadoras que diferenciam o projeto. “Desenvolver um jogo é custoso, demorado. Também não é fácil nem rápido alterá-lo ou atualizá-lo. Por isso, o mais indicado no contexto educacional é, em vez de criar um jogo, usar diferentes elementos que encontramos nos jogos”, explicou o professor.

Outro elemento inovador é a busca por construir plataformas educacionais que possibilitem o compartilhamento de experiências, assim o aprendizado online é realizado de forma colaborativa. Além disso, há também a preocupação de propiciar uma aprendizagem personalizada, adequando o conteúdo às necessidades específicas de cada aluno. Atuando no mercado há cerca de três anos, a MeuTutor já conta com 5 mil usuários ativos e registra um incremento médio de 100 usuários por dia.

De acordo com Isotani, o mercado de aplicativos e softwares educacionais tem crescido muito no Brasil, especialmente nos últimos cinco anos. Dados apresentados no estudo “Oportunidades em Educação para Negócios Voltados para a População de Baixa Renda no Brasil”, realizado em parceria pelas empresas Inspirare e Potencia Ventures, mostram que há um mercado potencial de R$ 60 bilhões para a educação, destacando que os cursos e objetos educacionais, como games e softwares, representam 78% desse mercado potencial. 

No ICMC, o crescimento do interesse por essa área de pesquisa pode ser verificado pelo número de estudantes envolvidos nos projetos desenvolvidos pelo Laboratório de Computação Aplicada à Educação (CAED). Em 2011, havia cerca de 4 alunos trabalhando em pesquisas relacionadas a tecnologias educacionais, hoje são mais de 20. 

Equipe da MeuTutor, resultado da parceria entre o ICMC e a UFAL
Olimpíada USP de Inovação – São abarcadas três categorias na Olimpíada USP de Inovação: ideias inovadoras, prova de conceito e empresa nascente. Realizada pela Agência USP de Inovação, a competição está em sua terceira edição e tem como objetivos estimular, reconhecer, apoiar e divulgar a criatividade e o empreendedorismo em âmbito nacional, contribuindo para o incremento das atividades de ciência e tecnologia para inovação tanto no Estado de São Paulo quando no Brasil.

Outro objetivo da competição é divulgar as atividades de empresas nascentes brasileiras com negócios de forte apelo social, inovadores e baseados em ciência e tecnologia. Os resultados das Olimpíadas podem ser conferidos nos links abaixo:

Em reportagem especial publicada hoje, 30 de maio, no jornal Valor Econômico, a startup MeuTutor é destaque, assim como outra iniciativa criada por alunos do ICMC, o Projeto3.com Leia aqui a matéria publicada pelo jornal: http://www.icmc.usp.br/e/86bdc

Texto: Denise Casatti - Assessoria de Comunicação ICMC/USP

Mais informações
Assessoria de Comunicação do ICMC
E-mail: comunica@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373.9666

quinta-feira, 29 de maio de 2014

ICMC e Prefeitura de São Carlos discutem projetos que visam criar centro de dados urbanos e capacitar professores

Reunião realizada na USP em São Carlos contou com a presença do Secretário Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, José Galizia Tundisi

Tundisi e Maldonado durante a reunião no ICMC
Unir esforços em prol de projetos para ampliar o uso das novas tecnologias na cidade de São Carlos e a qualidade da educação nas escolas municipais foi o principal objetivo da reunião que aconteceu na tarde desta quarta-feira, 28 de maio, no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

“O ICMC está à disposição da Prefeitura para apoiar ações que estejam relacionadas à nossa área de atuação. Todos têm a ganhar com essa parceira”, afirmou o diretor do ICMC, José Carlos Maldonado. Nos últimos quatro anos, em média, apenas 5% dos alunos que ingressaram nos cursos de graduação oferecidos pela USP em São Carlos residem na cidade, os outros 95% são provenientes de outros municípios brasileiros. Considerando-se os dados apenas de 2014, o índice de ingressantes que residem em São Carlos cai para 1,21%. “Podemos atuar junto às escolas da cidade, fortalecendo o ensino e ampliando as possibilidades para os jovens são-carlenses”, completou Maldonado.

Uma das propostas discutidas nesse sentido é o apoio do Instituto na capacitação dos professores da rede de ensino municipal por meio do oferecimento de cursos de extensão, de especialização e de programas de mestrado. Nesse contexto, o ICMC já oferece o Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT), um programa de pós-graduação gratuito em matemática, sob coordenação da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). O programa é voltado especialmente para os professores de escolas públicas que, ao serem aprovados no processo seletivo de ingresso, podem solicitar bolsas de estudos à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

“Apenas um terço dos professores que participam do PROFMAT no ICMC são de São Carlos”, afirmou a coordenadora do programa no ICMC, Ires Dias. Segundo a professora, outra dificuldade encontrada pelos professores matriculados no PROFMAT é a falta de tempo para se dedicar aos estudos. Por isso, uma das propostas discutidas durante a reunião foi a possibilidade da Prefeitura Municipal liberar cerca de 8 horas semanais da carga horária de trabalho do professor que se dedica ao programa, tempo para ser destinado às atividades do PROFMAT. “Isso já seria um grande estímulo, além, é claro, de uma futura revisão nos planos de carreira, possibilitando que houvesse um aumento salarial superior a 5% para quem obtém o título de mestre”, considerou a professora. 

Outra proposta discutida foi a da criação de um Centro de Estudos e Dados Urbanos, onde seria possível empregar novas tecnologias para o gerenciamento e monitoramento de informações sobre a cidade, auxiliando a gestão pública. “Não é difícil implantarmos um sistema de rastreamento nos ônibus municipais e disponibilizarmos à população, nos pontos de ônibus, a informação sobre quanto tempo o veículo vai demorar para chegar”, exemplificou o professor do ICMC Gustavo Nonato. 

Outro exemplo nesse sentido é a ampliação do número de sensores colocados nos leitos dos rios e córregos que circundam a cidade, juntamente com a instalação de câmeras de filmagem, permitindo a identificação da elevação do nível dos rios e a prevenção de enchentes. “Um centro desse tipo precisa ter um viés empresarial, por isso, é necessário articular essa ação não só com a prefeitura, mas também junto às empresas”, adicionou Nonato.

Durante a reunião, também foram debatidos outros projetos de parceria como o apoio do ICMC na informatização e na implantação de laboratórios de ciências nas escolas municipais. “Vamos lutar para levar os projetos que discutimos aqui adiante, buscando recursos no BNDES, na FAPESP e em outras instituições de apoio. O Brasil precisa desesperadamente de iniciativas como essas”, finalizou o Secretário Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, José Galizia Tundisi.

Também participaram da reunião o diretor de Políticas Científicas da Prefeitura de São Carlos, Péricles Trevisan; o vice-diretor do ICMC, Alexandre Nolasco de Carvalho; e as professores do Instituto Roseli Romero e Márcia Federson.


Texto e fotos: Denise Casatti - Assessoria de Comunicação ICMC/USP

Mais informações
Assessoria de Comunicação do ICMC
E-mail: comunica@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373.9666

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Novo marco de Ciência e Tecnologia é foco de Aula Magna no ICMC

Durante o evento, também foram premiados os melhores alunos que se formaram no Instituto em 2013, além de inaugurado o projeto Face a Face com a Ciência

Lima falou sobre o novo marco de ciência e tecnologia

 O Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, foi palco de três atividades na última segunda-feira, 26 de maio: a Aula Magna ministrada pelo deputado federal Newton Lima Neto com o tema “Impactos e Perspectivas do Novo Marco C&T”; a premiação dos melhores alunos formados no Instituto em 2013; e a inauguração do projeto Face a Face com a Ciência.

“É importante trazermos essa visão holística e sistêmica sobre a área de ciência e tecnologia para que nosso Instituto possa compreender melhor de que forma se insere nesse contexto”, ressaltou o diretor do ICMC, José Carlos Maldonado. Representando o reitor da USP, o presidente do Conselho Gestor do campus da Universidade em São Carlos, Geraldo da Costa, esteve presente na cerimônia.

No início da Aula Magna, Lima apresentou o contexto atual do país na área de ciência e tecnologia, destacando a crescente diminuição da participação da indústria de transformação no PIB brasileiro, que passou de 36% em 1985 para 13,3% em 2012. Segundo ele, uma das soluções para conter essa diminuição é aumentar os investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Ainda de acordo com as informações apresentadas pelo deputado, o Brasil investiu, em 2013, na área de ciência e tecnologia, cerca de 1,3% do PIB, entretanto, o ideal é que esse percentual chegue a 2%, média internacional. “Apesar do forte impacto da recessão que afeta o mundo, o Brasil continua a aumentar os investimentos em ciência e tecnologia. Nossa meta é chegar a 1,8% do PIB em 2015”, adicionou. “A diferença é que os países desenvolvidos conseguiram engajar a iniciativa privada nos investimentos em pesquisa”, explicou, ressaltando que, no Brasil, cerca de 60% desses investimentos são realizados pelo governo.

Outro aspecto abordado foi a necessidade de desburocratização das atividades de pesquisa e desenvolvimento, que é tema da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 290. Já aprovada pelo Congresso Nacional, a PEC está em apreciação no Senado Federal. Segundo Lima, a proposta nasceu de uma demanda das fundações de apoio à pesquisa, reitores das universidades federais e sociedades científicas que, há dois anos, propuseram um novo código para a ciência e tecnologia. “O principal objetivo é construir um ambiente de cooperação, voltado ao desenvolvimento tecnológico e à inovação, entre instituições de pesquisa, universidades e empresas”, disse.

Uma mudança relevante proposta no texto da PEC 290 refere-se à permissão para que o Estado ceda, temporariamente, recursos humanos, equipamentos e instalações para que as empresas realizem atividades de pesquisa e desenvolvimento. Além disso, o texto prevê que sejam criados mecanismos especiais ou simplificados de controle, de tributação e de contratação de bens e serviços.


Cerimônia ocorreu na última segunda-feira, 26 de maio

Reconhecimento ao bom desempenho – Depois da Aula Magna, o ICMC homenageou os 12 alunos formados em 2013 que obtiveram o melhor desempenho acadêmico em seus respectivos cursos: Pedro da Silva, do Bacharelado em Matemática; Daniella Rebouças e Luciano Toniolo, da Licenciatura em Matemática; Filipe Alves Neto, Bianca Madoka e Vitor de Carvalho, do Bacharelado em Ciências de Computação; Alfredo Jorge, do Bacharelado em Matemática Aplicada e Computação Científica; Leandro da Silva e Vinicius Ramos, do Bacharelado em Sistemas de Informação; Helton de Carvalho, do Bacharelado em Estatística; Camila Buffo, do curso interunidades de Licenciatura em Ciências Exatas com habilitação em Matemática; Ivan Caramello, do curso interunidades de Engenharia de Computação.

“Estamos sempre em busca de melhorar nosso processo de ensino-aprendizado e essa homenagem é um reconhecimento a vocês, estendendo-se também a todos que contribuíram para que vocês estivessem aqui hoje, incluindo professores, colegas e funcionários”, declarou a presidente da Comissão de Graduação do ICMC, Renata Pontin, durante a homenagem. “Ser o melhor é bom, mas ser o melhor entre os melhores é melhor ainda”, completou Maldonado, que agradeceu aos pais e reforçou a necessidade dos ex-alunos sempre buscarem fortalecer a relação entre a academia e as empresas, independentemente do local em que estiverem atuando.

O ex-aluno Ivan Caramello – que trabalha em Campinas como desenvolvedor de software na empresa Padtec, onde estagia desde o ano passado – afirma que seu bom desempenho acadêmico foi bastante valorizado pelo mercado de trabalho, especificamente na área em que atua, que é de pesquisa e desenvolvimento. “Esse impacto positivo no mercado não é decorrência somente das boas notas obtidas, mas também está relacionado a minha participação em projetos extracurriculares como, por exemplo, os de iniciação científica. Foi fundamental ter aprendido aqui o processo de trabalhar, de investigar uma questão e descobrir soluções”, relatou Caramello.

Natural de Bragança Paulista, Caramello foi prestigiado pelos pais, Ivani Caramello e Sérgio Junqueira Caramello, durante a homenagem. “Além de sermos pai e mãe, sempre fomos muito amigos do nosso filho e demos o maior apoio a ele quando saiu de Bragança, aos 17 anos, e veio estudar aqui em São Carlos. Valeu muito a pena”, contou Ivani.

Sérgio, Ivan e Ivani  prestigiaram a homenagem no ICMC


Face a Face com a Ciência – O projeto Face a Face com a Ciência disponibilizou 12 obras do artista plástico são-carlense Antonio Alfonso ao lado de lousas e espaços nobres localizados em diferentes ambientes de convívio do Instituto. Cada obra corresponde à face de um pesquisador de reconhecida relevância nas áreas de computação e matemática tais como Alan Turing, John von Neumann, George Boole e Jules Poincaré.

“Tudo aquilo que o homem ignora não existe para ele. Por isso, o universo de cada um é do tamanho do seu saber”. Foi com essa citação de Albert Einstein, que a presidente da Comissão de Cultura e Extensão do ICMC, Solange Rezende, iniciou seu discurso para explicar a relevância do projeto. Segundo Rezende, a ideia da iniciativa é agregar valor aos encontros realizados pela comunidade do Instituto nos ambientes em que as faces foram colocadas, além de ser uma oportunidade para que as pessoas busquem mais informações sobre a história desses pesquisadores.

“Aproveitem essa oportunidade e ampliem seus conhecimentos”, finalizou Rezende, lembrando que estão disponíveis informações sobre todos os cientistas retratados nas faces no site faceaface.icmc.usp.br

Maldonado, Alfonso, Rezende e Costa na inauguração do Face a Face com a Ciência
Texto: Denise Casatti - Assessoria de Comunicação do ICMC/USP
Fotos: Reinaldo Mizutani - Assessoria de Comunicação do ICMC/USP

Mais informações
Assessoria de Comunicação do ICMC
E-mail: comunica@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373.9666

terça-feira, 27 de maio de 2014

Curso de extensão no ICMC: Random directed trees and their limits

Interessados têm até 30 de maio para se inscreverem

O Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, realizará nos dias 2, 4, 11 e 12 de junho o curso de extensão Random directed trees and their limits, cujo objetivo é debater conceitos especiais de teoria de probabilidade e discutir resultados recentes da teoria de árvores aleatórias e seus limites.

O curso é gratuito e será ministrado em inglês pelo professor Rahul Roy, do Indian Statistical Institute, de Nova Delhi, que está visitando o Departamento de Matemática Aplicada e Estatística do ICMC. Roy é um experiente pesquisador da área de probabilidade, de reconhecida reputação internacional, comprovada pelas suas publicações na área.

Os participantes devem ter conhecimento dos conceitos básicos de teoria de probabilidade, e preferencialmente possuir pós-graduação. O curso será realizado das 8h às 10h.

Há 30 vagas e as inscrições devem ser feitas até 30 de maio por meio deste link: icmc.usp.br/e/ad10a. Para outras informações, os interessados podem procurar o professor do ICMC Pablo Rodrigues pelo e-mail pablor@icmc.usp.br.

Veja, abaixo, o resumo do curso e a bibliografia em inglês.

Mais informações

Comissão de Cultura e Extensão Universitária do ICMC
E-mail: ccex@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373-9146


Abstract
In recent times mathematicians have started studying the minimal directed spanning trees (MDST) and the directed spanning forests (DSF). These models were introduced by geologists to study river basin geomorphology and later taken up by physicists in their study of online nearest neighbour graphs as examples of models which exhibit power law behaviour. Here two distinct kind of problems are studied. The first one concerns the MDST on the unit cube and the second one is the drainage model on the d-dimensional Euclidean space. We discuss the results known in these models.

Referências

1. S. Athreya, R. Roy and A. Sarkar. Random directed trees and forest- drainage networks with dependence. Electron. J. Prob. 13, 2160--2189, 2008. 
2. F. Bacelli and C. Bordenave. The radial spanning tree of a Poisson point process. Ann. Appl. Probab. 17, 305--359, 2007. 
3. Bai, Z. D., Lee, Sungchul, and Penrose, Mathew D. Rooted edges of a minimal directed spanning tree on random points. Adv. Appl. Probab., 2006 
4. A. Bhatt and R. Roy. On a random directed spanning tree. Adv. Appl. Probab., 2004 
5. C.F. Coletti, L.R.G. Fontes, and E.S. Dias. Scaling limit for a drainage network model. J. Appl. Probab. 46, 1184--1197, 2009. 
6. D. Coupier and V.C. Tran. The Directed Spanning Forest is almost surely a tree. Random Structures and Algorithms 42, 59--72, 2013. 
7. L.R.G. Fontes, M. Isopi, C.M. Newman, and K. Ravishankar. The Brownian web: characterization and convergence. Ann. Probab. 32(4), 2857--2883, 2004. 
8. S. Gangopadhyay, R. Roy, and A. Sarkar. Random oriented Trees: a Model of drainage networks. Ann. Appl. Probab. 14, 1242--1266, 2004. 
9. Penrose, Mathew D. and Wade, Andrew R. Random minimal directed spanning trees and Dickman-type distributions. Adv. Appl. Probab., 2004 
10. Penrose, Mathew D. and Wade, Andrew R. On the total length of the random minimal directed spanning tree. Adv. Appl. Probab., 2006.

ICMC e Poupatempo juntos na 16ª Ação Comunitária no bairro Cidade Aracy

Iniciativa conjunta possibilitou que fossem realizados 92 pedidos de primeiras vias de RG para menores de 18 anos, além de 67 atendimentos do e-poupatempo

Giovane Mocellin, Gil Reis e Thiago Lima: alunos do ICMC foram voluntários na ação
A parceria de sucesso entre o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, e o Poupatempo de São Carlos marcou a 16ª Ação Comunitária no bairro Cidade Aracy, em São Carlos, que aconteceu no último domingo, 25 de maio. A infraestrutura computacional oferecida pelo Instituto possibilitou a execução dos serviços oferecidos pelo Poupatempo. Ao todo, foram realizados 92 pedidos de primeiras vias de RG para menores de 18 anos, além de 67 atendimentos do e-poupatempo, em que são efetuadas consultas a diversos serviços públicos disponíveis na internet. 

O evento aconteceu na Escola Municipal de Ensino Básico Afonso Fioca Vitalli (CAIC) e ofereceu à comunidade diversos outros serviços gratuitos, como atendimento médico e odontológico, corte de cabelo, atividades recreativas e culturais, entre outros. “Eu já tinha agendado minha ida ao Poupatempo duas vezes para fazer o RG da minha filha, mas nas duas ocasiões surgiram compromissos de última hora e não consegui levá-la”, explicou Eliane Freitas, mãe da estudante Gabriely Vieira, 13 anos. Na manhã do domingo, a garota finalmente conseguiu fazer o pedido da primeira via do documento. “Não demorou nada, só fiquei treinando a assinatura para a letra sair mais bonita”, disse a estudante. 

Gabriely treinando a assinatura
Na próxima quinta-feira, 29 de maio, o RG de Vieira chegará à cidade Aracy juntamente com outros 91 documentos solicitados pela população, momento em que os funcionários do Poupatempo voltarão ao CAIC para entregá-los. “É fundamental podermos estar aqui, especialmente porque é um bairro distante do centro, portanto, não é fácil as pessoas se deslocarem até o posto do Poupatempo”, afirmou Renato Camargo, do Poupatempo de São Carlos. “Infelizmente, não temos equipamentos para trazer nesse tipo de evento. Por isso a parceira com o ICMC é fundamental”, completou. 

Além de emprestar computadores, impressoras e dispositivos de rede, o ICMC também auxilia a montagem dessa estrutura no CAIC e monitora o funcionamento dos equipamentos durante o dia do evento, efetuando os ajustes necessários. Desde 2004, o Instituto participa da atividade com a participação de alunos, funcionários e professores. Este ano a ação foi coordenada pelo Programa de Educação Tutorial (PET-Computação) do ICMC, que é orientado pelo professor Moacir Ponti Junior, e teve o apoio da Comissão de Cultura e Extensão Universitária (CCEx) do Instituto.

“Acho importante participarmos de ações desse tipo, sempre podemos contribuir de alguma forma”, contou Thiago Lima, que está cursando o terceiro ano do curso de Ciências de Computação no ICMC, um dos voluntários no evento.

Texto e fotos: Denise Casatti - Assessoria de Comunicação ICMC/USP

Mais informações
Assessoria de Comunicação do ICMC
E-mail: comunica@icmc.usp.br
Tel.: (16) 3373.9666

segunda-feira, 26 de maio de 2014

ICMC abre inscrições para minicurso sobre service computing

40 vagas gratuitas estão disponíveis para atividade que será realizada dias 9 e 10 de junho

Estão abertas, até 5 de junho, as inscrições para o minicurso Services selection: available approaches in the area of services computing, que discutirá os desafios atuais na área da computação, apresentando como a seleção do serviço se estende para outras áreas, tais como computação em nuvem, internet das coisas e redes de sensores. Serão discutidas as deficiências na área de computação e o problema da seleção de serviço.

A atividade gratuita acontecerá nos dias 9 e 10 de junho, das 8h às 12h, no auditório Fernão Stella Rodrigues Germano. Há 40 vagas disponíveis e as inscrições devem ser feitas por meio deste link: icmc.usp.br/e/fee06

O minicurso será ministrado por Stephan Reiff-Marganiec, professor do Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Leicester, do Reino Unido. Veja, abaixo, o programa completo do minicurso em inglês e a bibliografia.

Mais informações
Comissão de Cultura e Extensão Universitária do ICMC
E-mail: ccex@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373-9146

Program


Part 1: Basics
• Setting the scene: a quick introduction to service computing
• Service selection: problem definition and challenges
• Functional and non-functional properties
• Selecting services in the standard WS framework
• Dynamic and static service selection

Part 2: Selecting a single service
• Describing service properties
• Evaluating services against static requirements 
• Multi criteria decisions (we will undertake a small group exercise here to showcase the importance of aggregation of values)
• Semantic web architectures for service selection 

Part 3: Selecting services as part of a bigger plan 
• Business processes and service computing 
• Optimizing selection of services for larger processes considering static requirements 
• Security and transactional properties and their influence on service selection 

Part 4: Dynamic requirements and service level agreements 
• Dynamic users – extra challenges for service selection 
• Understanding and modeling user context 
• Dynamic service properties – another dimension of complication 
• Providing guarantees – expressing SLAs 
• Exploration of new challenges and opportunities arising in the future internet: cloud computing and IoT


Bibliography

[1.] S. Reiff-Marganiec and M. Tilly (eds). Handbook of Research on Service-Oriented Systems and Non-Functional Properties: Future Directions. IGI Global, December 2011. ISBN 9781613504321. 2011.

[2.] Service Discovery using Ontology Encoding Enhanced by Similarity of Information Content. J. Xu, R. Zhang, K. Xing, S. Reiff-Marganiec. Services 2013 - SDC. pp209-214. 2013. 

[3.] Linked Context: A Linked Data Approach to Personalised Service Provisioning. H.Q. Yu, X. Zhao, S. Reiff-Marganiec, J. Domingue. international Conference on Web Services (ICWS) 2012. pp. 376-383. 2012. 

[4.] Matching Customer Requests to Service Offerings in Real-Time. M. Tilly and S. Reiff-Marganiec. ACM SAC 2011; MESC Track. 2011. The paper was given the Best Paper award in the Engineering Category. 

[5.] A Backwards Composition Context Based Service Selection Approach for Service Composition. H.Q. Yu and S. Reiff-Marganiec. SCC 2009. DOI. 2009. 

[6.] Automated Context-aware Service Selection for Collaborative Systems. H.Q. Yu and S. Reiff-Marganiec. In P. van Eck, J. Gordijn, R. Wieringa (eds.): Advanced Information Systems Engineering CAiSE 2009, LNCS 5565, pp 261-274, 2009. 

[7.] Service Selection based on Non-Functional Properties. S Reiff-Marganiec, H Q Yu, and M Tilly. In E. Di Nitto and M. Ripeanu (eds.): ICSOC 2007 Workshops, LNCS 4907, pp 128-138, 2009. 

[8.] Composition Context for Web Services Selection. H.Q. Yu, S Reiff-Marganiec and M. Tilly. 2008 International Conference on Web Services (ICWS 2008), pp. 785-786, DOI, 2008, IEEE. 

[9.] A Method for Automated Web Service Selection. H.Q. Yu and S. Reiff-Marganiec. 2nd International Workshop on Web Service Composition and Adaptation (WSCA-2008) in 2008 IEEE Congress on Services - Part I, pp. 513-520, DOI, 2008, IEEE.

Palestras da semana - 26 a 30 de maio


Aula Magna
Impacto e perspectivas futuras do novo marco C&T
Palestrante: Newton Lima Neto (Deputado Federal e Presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara)
Quando: segunda-feira, 26 de maio, às 14h
Onde: auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano
Clique para ver o resumo
---------

Seminários da Pós-Graduação (Matemática)
Non-autonomous perturbation for a class of fourth order plate equation
Palestrante: Rodrigo Nunes Monteiro (ICMC)
Quando: quarta-feira, 28 de maio, às 13h
Onde: sala 3-011
Clique para ver o resumo
---------

Tutoriais de Informática (Graduação)
Um case de sucesso em equipe ágil, dedicada e remota com evolução adaptativa e gradativa do Scrum
Palestrante: José Eduardo Ribeiro (S2it)
Quando: quarta-feira, 28 de maio, às 18h
Onde: auditório Luiz Antonio Favaro
Clique para ver o resumo
---------

Seminários de Probabilidades e Sistemas Complexos
Non-singularity of symmetric random matrices
Palestrante: Rahul Roy (Indian Statistical Institute)
Quando: quinta-feira, 29 de maio, às 16h10
Onde: sala 3-009
Clique para ver o resumo
---------

Seminários de Probabilidades e Sistemas Complexos
Optimal stopping for partially observed piecewise-deterministic Markov processes
Palestrante: Benoite de Saporta (Inria Bordeaux Sud Ouest, Equipe CQFD)
Quando: quinta-feira, 29 de maio, às 17h30
Onde: sala 3-009
Clique para ver o resumo
---------

Seminário de Coisas Legais
Mágicas com fundamentação matemática
Palestrante: Pedro Malagutti (UFSCar)
Quando: sexta-feira, 30 de maio, às 13h13
Onde: auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano
Clique para ver o resumo
---------

Seminários de Singularidades
On a problem of equivalence of symplectic structures relative to a Lagrangian singularity
Palestrante: Konstantinos Kourliouros (Imperial College London/UK)
Quando: sexta-feira, 30 de maio, às 16h15
Onde: auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano
Clique para ver o resumo
---------

Mais informações
Agenda de eventos do ICMC: www.icmc.usp.br/Portal/Eventos
Seção de Eventos
Tel. (16) 3373-9622
eventos@icmc.usp.br

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Defesas e qualificações da semana - 26 a 30 de maio




Defesa de Doutorado em Ciências de Computação e Matemática Computacional
Modelos flexíveis para dados de tempos de vida em um cenário de riscos competitivos e mecanismos de ativação latentes
Aluno: José Julio Flores Delgado
Orientador: Vicente Garibay Cancho
Quando: segunda-feira, 26 de maio, às 14h30
Onde: sala 3-103
--------------------

Qualificação de Doutorado em Ciências de Computação e Matemática Computacional
Mineração de dados em séries temporais usando redes complexas
Aluno: Leonardo Nascimento Ferreira
Orientador: Zhao Liang
Quando: sexta-feira, 30 de maio, às 14h
Onde: sala 3-103
--------------------

Mais informações
Agenda de eventos do ICMC: www.icmc.usp.br/Portal/Eventos
Seção de Eventos
Tel. (16) 3373-9622
eventos@icmc.usp.br

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Comissão de Pós-Graduação do ICMC reelege presidente

A professora Agma Traina foi reeleita presidente da Comissão de Pós-Graduação do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, em eleição realizada na última segunda-feira, 19 de maio. O mandato é de dois anos.


A Comissão de Pós-Graduação tem como objetivo traçar as diretrizes e zelar pela execução dos programas, além de coordenar as atividades didático-científicas de pós-graduação do ICMC.

Traina possui graduação, mestrado e doutorado pela USP, fez pós-doutorado em Computação na Carnegie Mellon University, nos Estados Unidos, e, atualmente, é Professora Titular no ICMC. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em processamento gráfico e bases de dados multimídia.

Mais informações
Serviço de Pós-Graduação do ICMC
Telefone: (16) 3373-9638
E-mail: posgrad@icmc.usp.br

quarta-feira, 21 de maio de 2014

ICMC promove Aula Magna na próxima segunda-feira

Evento também vai marcar a inauguração do projeto Face a Face com a Ciência e homenagear os melhores alunos que se formaram no Instituto em 2013


Face a Face com a Ciência: obras com rostos de cientistas
serão disponibilizadas em espaços nobres do Instituto
Será realizada na próxima segunda-feira, 26 de maio, a Aula Magna 2014 do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. Intitulada Impacto e perspectivas futuras do novo marco C&T, a aula será ministrada pelo deputado federal Newton Lima Neto, que já foi prefeito de São Carlos por dois mandatos consecutivos (2001 a 2004 e 2005 a 2008), além de reitor da Universidade Federal de São Carlos (1992 a 1996).

O evento é gratuito, aberto ao público, e terá início às 14h no auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano, no ICMC. Na oportunidade, será realizada também a cerimônia de homenagem aos melhores alunos que se formaram no Instituto em 2013.

Além disso, haverá a inauguração do projeto Face a Face com a Ciência. Promovido pela Comissão de Cultura e Extensão do ICMC, o projeto disponibilizará 12 obras do artista plástico são-carlense Antonio Alfonso ao lado de lousas e espaços nobres localizados em diferentes ambientes de convívio do Instituto. Cada obra corresponde à face de um pesquisador de reconhecida relevância nas áreas de computação e matemática tais como Alan Turing, John von Neumann, George Boole e Jules Poincaré. 

Mais informações
Seção de Eventos do ICMC
Telefone: (16) 3373.9622

terça-feira, 20 de maio de 2014

ICMC oferece minicurso sobre interação humano-robô


Quais interações podem ocorrer entre um ser humano e um robô? Essa é uma das questões que serão abordadas no minicurso Interação Humano-Robô, a ser realizado dia 6 de junho no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

O minicurso é resultado de uma pareceria entre o Instituto e a Divisão de Robótica e Visão Computacional do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (DRVC/CTI), sendo destinado a professores, pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação. Por ser um campo multidisciplinar, o evento não é restrito a quem atua nas áreas de engenharia elétrica, mecânica, mecatrônica e computação, mas também é de relevância para pesquisadores da área de sociologia, psicologia, anatomia e linguística.

Ministrado em inglês, o minicurso tem como objetivo abordar os conceitos básicos de interação humano-robô (IHR), mostrando suas diversas aplicações, além de fornecer uma visão geral sobre os robôs humanoides ao redor do mundo, apresentar questões relacionadas à aceitação dos dispositivos robóticos pelas pessoas e detalhar os aspectos culturais ligados à interação humano-robô.

Responsável por ministrar o minicurso, Gabriele Trovato é pesquisador associado da Universidade de Waseda, em Tóquio, no Japão. Mestre em Engenharia de Computação pela Universidade de Pisa, na Itália, e doutor em Biorobótica pela Universidade Waseda, o professor é, atualmente, pesquisador visitante na DRVC/CTI.

O minicurso será realizado das 9h às 12h, na sala 4-005 do ICMC. Há 70 vagas disponíveis e as inscrições podem ser feitas gratuitamente por meio deste link: icmc.usp.br/e/38f1a. Haverá certificado para os participantes.

Texto: Ronaldo Castelli - Assessoria de Comunicação ICMC/USP

Mais informações
Seção de Eventos  do ICMC/USP
Telefone: (16) 3373-9622
E-mail: eventos@icmc.usp.br




segunda-feira, 19 de maio de 2014

Projeto une pesquisadores do Brasil e da Alemanha na busca pelo combate e prevenção às enchentes

Objetivo é construir ferramentas para melhorar a disponibilidade e a qualidade da informação destinada a monitorar e analisar riscos de inundação, contando com a participação da população por meio do Observatório Cidadão de Enchentes


Há quatro pesquisadores no Brasil atuando no projeto
O Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, e a Universidade de Heidelberg, na Alemanha, estão desenvolvendo um projeto conjunto que visa prevenir desastres naturais, com foco nas enchentes. Financiado pelas principais agências de fomento à pesquisa do país (FAPESP, CNPq e Capes), o projeto tem como objetivo construir ferramentas para melhorar a disponibilidade e a qualidade da informação destinada a monitorar e analisar riscos de inundação, apoiando a tomada de decisão na gestão desses riscos. 

O diferencial do projeto é a ideia de unir a perspectiva da ciência, da população e do governo, já que os dados coletados são provenientes de várias fontes, envolvendo cidadãos, pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, especialistas em gerenciamento de risco de inundação e representantes de agências governamentais. Entre as várias ferramentas que compõe o projeto está o Observatório Cidadão de Enchentes, uma plataforma colaborativa na web que pode ser usada por qualquer cidadão e da qual todos podem participar (disponível em www.agora.icmc.usp.br/enchente). Por meio dessa plataforma, a população poderá relatar o nível da água no leito dos rios e a extensão de áreas alagadas. 

“A ideia é que os cidadãos comuns possam usar a internet ou aplicativos móveis para comunicar desastres a qualquer momento”, contou o professor do ICMC e coordenador do projeto, João Porto de Albuquerque. Segundo ele, há dois tipos de dados que são coletados da população: aqueles que vêm dos cidadãos comuns por meio do Observatório e os que são provenientes de voluntários previamente cadastrados. “Os voluntários pré-cadastrados, que podem ser voluntários da defesa civil, por exemplo, receberão um treinamento para atuar na obtenção de dados de qualidade para o combate às enchentes, levantando informações sobre o nível atual de rios, áreas alagadas, pontos de bloqueio de tráfego, vítimas e infraestrutura destruída”, explicou. 

De acordo com Albuquerque, a diferença maior entre os dois grupos é a credibilidade da informação. No caso dos cidadãos comuns, os dados devem ser checados e, no segundo caso, há um treinamento para que sejam obtidas informações de qualidade.

Infográfico resume como projeto funcionará

Inspiração grega – Para compreender melhor o escopo do projeto, vale analisar seu nome completo em inglês A Geospatial Open collaboRative Architecture for Building Resilience against Disasters and Extreme Events. Ao realizar uma abreviação do nome em inglês, fazendo um jogo de palavras com suas letras iniciais, chega-se à ÁGORA, o título mais usado pelos pesquisadores ao se referirem ao projeto. É dos gregos, portanto, que vem essa palavra e também a inspiração para a criação do projeto, afinal, a “ágora” era o lugar para os cidadãos das antigas cidades gregas dedicarem-se às discussões políticas e também um centro para o desenvolvimento esportivo, artístico e espiritual. A ágora de Atenas, por exemplo, é considerada o berço da democracia.

Os pesquisadores envolvidos no projeto destacam que o ÁGORA não irá apenas prover informações para a tomada de decisões dos governantes em situações de risco, mas também vai agregar valor aos dados obtidos, que passarão a ser disponibilizados de forma padronizada e aberta a todos os interessados.

Atualmente, Albuquerque desenvolve pós-doutorado na Universidade de Heidelberg, na Alemanha, com bolsa do Programa Ciência sem Fronteiras. Ele está trabalhando especificamente na construção de uma plataforma de mapas colaborativos, a partir do software livre OpenStreetMap, para identificar elementos críticos em ameaça, como em hospitais, escolas, distribuidores da rede elétrica, etc. Essa plataforma será destinada ao uso dos voluntários que receberão treinamento específico. “Quando identificamos que uma área está ameaçada de ser alagada, é importante verificar, para o combate às enchentes, se existem elementos críticos que estão ameaçados no local. É aí que entra o nosso método, pois possibilitamos às autoridades competentes a visualização do impacto que uma enchente pode causar, por exemplo, atingindo escolas ou hospitais que precisam ser evacuados. Então, é possível realizar ações de proteção adequadas para salvar vidas e evitar prejuízos”, salientou.

O ÁGORA também capta os dados dos sensores para enchentes, tecnologia desenvolvida no ICMC pelo professor Jó Ueyama. Tratam-se de equipamentos destinados a detectar enchentes em rios e córregos de São Carlos por meio de uma rede de sensores sem fio. "Os nossos sensores coletam dados sobre o nível do rio e a quantidade de chuva. Essas informações são repassadas para o banco de dados do ÁGORA", acrescentou Ueyama.

Parceria com Heidelberg – Tudo começou com uma visita técnica que Albuquerque fez à Universidade de Heidelberg, em junho de 2011, ao grupo do professor alemão Alexander Zipf, seguida de uma estada de três meses no país com financiamento da Fundação Alexander von Humboldt. Desde então, Zipf passou a ser o coordenador do ÁGORA na Alemanha.

Em 2013, Albuquerque recebeu bolsa de estágio para o exterior da FAPESP, válida até janeiro deste ano. Recentemente, o professor obteve outra bolsa, desta vez para atuar como professor visitante até 2017 no Instituto de Geografia da Universidade de Heidelberg, com recurso da própria universidade por meio da Deutsche Forschungsgemeinschaft.

Albuquerque destaca também a contribuição do ÁGORA para o projeto temático da FAPESP “Assessment of Impacts and Vulnerability to Climate Change in Brazil and Strategies for Adaptation Options” (IVA), estreita colaboração estabelecida com o grupo do professor Eduardo Mario Mendiondo, do Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos (DHS/EESC).

Atualmente, trabalham no ÁGORA, também, estudantes de graduação e pós-graduação alemães e brasileiros: Benjamin Herfort e Svend-Jonas Schelhorn são da Universidade de Heidelberg; Caio Correia, Flávio Horita, Lívia Degrossi, Luiz Fernando de Assis, Raniéri Moreira e Raul Castanhari são do ICMC. Assis está, no momento, na Alemanha, com Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior da FAPESP. Já o doutorando Horita está construindo um sistema de apoio à decisão para monitoramento on-line dos sensores, enquanto a doutoranda Degrossi trabalha diretamente com o Observatório Cidadão de Enchentes; Castanhari desenvolve uma arquitetura de software para gerenciar as informações do projeto e o mestrando Moreira iniciou recentemente trabalho com aplicativos móveis para que a população possa fornecer dados via celular. Correia possui bolsa de iniciação científica e assessora todos os demais participantes dessa grande ágora.

Porto, Assis e Zipf no laboratório da Universidade de Heidelberg
Texto: Ronaldo Castelli – Assessoria de Comunicação ICMC/USP

Mais informações
Site do ÁGORA: www.agora.icmc.usp.br
Observatório Cidadão de Enchentes: www.agora.icmc.usp.br/enchente
Assessoria de Comunicação do ICMC
Telefone: (16) 3373-9666

Palestras da semana - 19 a 23 de maio




Seminário do grupo Topologia do Interior
The continuum hypothesis and the existence of P-points
Palestrante: Renan Maneli Mezabarba (ICMC)
Quando: segunda-feira, 19 de maio, às 19h
Onde: sala 3-104
Clique para ver o resumo
---------

Seminários da Pós-Graduação
Matemática: Excepcional minimal sets
Palestrante: Rodrigo Ribeiro Lopes (ICMC)
Quando: quarta-feira, 21 de maio, às 13h
Onde: sala 3-011
Clique para ver o resumo
---------

Seminários de Computação (Pós-Graduação)
Privacy and the Mobile Revolution
Palestrante: Ramesh Govindan (University of Southern California)
Quando: quarta-feira, 21 de maio, às 14h
Onde: auditório Luiz Antonio Favaro
Clique para ver o resumo
---------

Tutoriais de Computação (Graduação)
Por que pesquisar Sistemas Embarcados Críticos?
Palestrante: Paulo Henrique Moreira Gurgel (ICMC)
Quando: quarta-feira, 21 de maio, às 14h20
Onde: sala 5-003
Clique para ver o resumo
---------

Mesa-redonda Tecnologia e SaúdeImitação e reconhecimento de movimentos corporais por um robô humanoide para auxiliar sessões de fisioterapia
Palestrante: Roseli Aparecida Francelin Romero (ICMC)
Quando: quarta-feira, 21 de maio, às 14h40
Onde: Centro de Informática da USP/Ribeirão Preto (CIRP)
Clique para ver o resumo
---------

Colóquio de Matemática
Is Dispersion a Stabilizing or Destabilizing Mechanism?
Palestrante: Edriss S. Titi (Weizmann Institute of Sciences and The University of California-Irvine)
Quando: quarta-feira, 21 de maio, às 16h10
Local: auditório Luiz Antonio Favaro
Clique para ver o resumo
---------

Tutoriais de Informática (Graduação)
Prof2L - Ferramenta para Profiling de aplicações em Sistemas Embarcados baseados em Computação Reconfigurável
Palestrante: Carlos Roberto P Almeida Jr
Quando: quarta-feira, 21 de maio, às 18h
Onde: auditório Luiz Antonio Favaro
Clique para ver o resumo
---------

Colóquio para as Licenciaturas
O trabalho e a inserção docente no SESI
Palestrante: Heraldo Pedroso Pimentel (Diretor do SESI São Carlos)
Quando: quinta-feira, 22 de maio, às 17h
Onde: auditório, térreo DTI (antigo CISC)
Clique para ver o resumo
---------

Seminário de Coisas Legais
Um grupo de truques
Palestrante: Leandro F. Aurichi (ICMC)
Quando: sexta-feira, 23 de maio, às 13h13
Onde: auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano
Clique para ver o resumo
----------

Seminários de Singularidades
Equations, (Linear) Equations, (Families of Linear) Equations
Palestrante: J.W. Bruce (University of Liverpool/UK)
Quando: sexta-feira, 23 de maio, às 16h15
Onde: auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano
----------

Mais informações
Agenda de eventos do ICMC: www.icmc.usp.br/Portal/Eventos
Seção de Eventos
Tel. (16) 3373-9622
eventos@icmc.usp.br

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Semcomp Beta acontece dias 24 e 25 no ICMC

Evento promoverá minicursos e sessão de cinema, realizando uma prévia da 17ª edição da Semcomp, que acontecerá em agosto no ICMC




Três minicursos serão oferecidos gratuitamente no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), da USP, em São Carlos, nos dias 24 e 25 de maio: Introdução a Game Engines, GIT e SOP de Letrinhas. Haverá também uma sessão de filmes japoneses na noite do dia 24. Os eventos fazem parte da Semcomp Beta, que tem como finalidade antecipar as atividades que serão realizadas durante a 17ª edição da Semana de Computação (Semcomp), evento que ocorrerá entre 18 e 22 de agosto. A Semcomp Beta é promovida pelos alunos do ICMC que participam do Programa de Educação Tutorial (PET-Computação) e do The Fellowship of the Game (FoG).

No dia 24, das 14h às 18h, será oferecido o minicurso GIT, uma ferramenta bastante útil para o controle de versões de desenvolvimento. Serão explicados conceitos sobre os servidores Github e Bitbucket, permitindo que público possa utilizá-los em seus projetos e também seja capaz de contribuir com projetos open source que estejam hospedados no Github. O minicurso será realizado na sala 6-305 do laboratório 7, no DTI (antigo CISC).

Logo em seguida, a partir das 19h, haverá a sessão de filmes japoneses Maratona Miyasaki, em homenagem ao diretor Hayao Miyasaki, famoso pelo filme A viagem de Chihiro. Serão escolhidos, por meio de votação, alguns filmes de Miyazaki para serem exibidos. Dentre eles estão: A viagem de ChihiroMeu Amigo TotoroO Castelo Animado e Vidas ao Vento.

Já no dia 25, domingo, em parceria com a escola de negócios Outliers!, será oferecido o minicurso SOP de Letrinhas, uma dinâmica empresarial em que os grupos de alunos poderão simular uma reunião de planejamento tático de uma empresa de projetos. O desafio dos grupos será atender os clientes ao mesmo tempo em que resolvem conflitos internos e ajustam o caixa. O minicurso será realizado das 14h às 18h, na sala 3-009 do ICMC.

Há 40 vagas em cada minicurso, porém as vagas para o minicurso Introdução às Game Engines já estão esgotadas. Para se inscrever nos demais minicursos, os interessados devem acessar esse link icmc.usp.br/e/48298Serão entregues certificados a todos os participantes. 

Texto: Ronaldo Castelli – Assessoria de Comunicação ICMC/USP

Mais informações
Telefone: (16) 3373-9703
E-mail: semcomp@icmc.usp.br
Site da Semcomp: icmc.usp.br/e/d10b5

Semcomp no Facebook: icmc.usp.br/e/c73eb

terça-feira, 13 de maio de 2014

ICMC realiza concurso para Professor Titular na área de matemática computacional e estatística


O Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, recebe até 31 de outubro, inscrições para o concurso destinado ao provimento de dois cargos de Professor Titular. Os professores serão contratados em Regime de Dedicação Integral à Docência e Pesquisa, com salário de R$ 13.653,62, e atuarão no Departamento de Matemática Aplicada e Estatística (SME).

O edital contempla programas na área de matemática computacional (especialidades: mecânica dos fluidos computacional e processamento geométrico e visual) e na área de estatística (especialidades: inferência estatística, séries temporais e métodos estatísticos).

As inscrições podem ser feitas pessoalmente ou por procuração na Assistência Acadêmica do ICMC, situada à Avenida Trabalhador São-carlense, 400, no campus da USP em São Carlos.

Para obter mais informações sobre a documentação exigida, os prazos e as datas das provas, consulte o edital ATAc/ICMC-USP 028/2014 disponível em icmc.usp.br/e/d4c2c

Mais informaçõesAssistência Acadêmica do ICMC E-mail: sacadem@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373-8109

Palestras da semana - 12 a 16 de maio


Palestras de Informacao Profissional:
Visão geral sobre Visualização e Computação Gráfica
Palestrante: João Batista (ICMC/USP)
Quando: segunda-feira, 12 de maio, às 14h
Onde: Auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano
Clique para ver o resumo
---------

Seminários da Pós-Graduação - Matemática
About the metric structure of focal sets of curves in R^3_1 and in the pseudo-spheres S^2_1 and S^3_1
Palestrante: Andrea de Jesus Sacramento (ICMC-USP)
Quando: quarta-feira, 14 de maio, às 13h
Onde: Sala 3-011
Clique para ver o resumo
---------

Seminários de Computação (Pós-Graduação):
Mining Spatial Co-Location and Segregation Patterns
Palestrante: Jorg Sander (University of Alberta, Canada)
Quando: quinta-feira, 14 de maio, às 14h
Onde: Auditório Luiz Antonio Favaro
Clique para ver o resumo 
---------

Tutoriais de Informática (Graduação):
Compilação adaptativa para uma arquitetura reconfigurável, paralela e orientada a objetos
Palestrante: Jecel Mattos de Assumpção Júnior (ICMC-USP)
Quando: quarta-feira, 14 de maio, às 18h
Onde: Auditório Luiz Antonio Favaro
Clique para ver o resumo
---------

Seminário PIPGEs - UFSCar/USP:
Qualidade de dados e pesquisas: planejamento, implementacao e comunicacao
Palestrante: Pedro Luis do Nascimento Silva (ENCE/IBGE)
Quando: quinta-feira, 15 de maio, às 14h
Onde: Auditório Luiz Antonio Fávaro
Clique para ver o resumo
---------

Seminários de Singularidades:
Symplectic singularities of parameterized quasi-homogeneous curves
Palestrante: Fausto A. de Brito Lira ()
Quando: sexta-feira, 16 de maio, às 16h15
Onde: Auditório Fernão Stella de Rodrigues Germano
Clique para ver o resumo
---------



Seminarios de Probabilidades e Sistemas Complexos
Asymptotic properties of the softest return path in stochastic processes
Palestrante: Miguel Abadi (IME-USP)
Quando: sexta-feira, 16 de maio, às 16h
Onde: Auditório Luiz Antonio Favaro
---------



Mais informações
Agenda de eventos do ICMC: www.icmc.usp.br/Portal/Eventos
Seção de Eventos
Tel. (16) 3373-9622
eventos@icmc.usp.br

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Laboratório do ICMC que une educação e computação ganha reforços

Time de pesquisadores que busca utilizar ferramentas da computação para facilitar o processo de ensino e aprendizagem ganha reforço com a chegada de uma pesquisadora além-mar por meio do programa Ciência sem Fronteiras

Carla e Seiji enfrentam o desafio de articular educação e tecnologia
Eles falam uma língua científica diferente, embora compartilhem um mesmo idioma. De um lado, está um grupo brasileiro de cientistas de computação atuando na árdua tarefa de empregar recursos tecnológicos para aprimorar processos educacionais. Do outro lado, uma pesquisadora recém-chegada de Portugal, também brasileira, com uma vasta bagagem na arte de formar professores para o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) em contextos de aprendizagem. Apesar de atuarem em áreas do conhecimento que, muitas vezes, podem parecer diametralmente diferentes como a educação e a computação, eles se unem no Laboratório de Computação Aplicada à Educação (CAED) do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, coordenado pelos professores Ellen Barbosa, José Maldonado e Seiji Isotani.

“Quando pensamos nas questões que envolvem a aprendizagem, percebemos que a interface entre a educação e a tecnologia não é fácil de ser articulada”, explica a pesquisadora Carla Rodriguez, que acabou de voltar do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Portugal, pelo programa Ciência sem Fronteiras (CAPES/CNPq), especialmente para atuar no CAED. Ela foi uma das selecionadas na última chamada do programa, na modalidade Atração de Jovens Talentos. Além da bolsa que receberá, também haverá recursos da ordem de R$ 10 mil por ano para o laboratório custear a realização das atividades da pesquisadora no Brasil durante dois anos.

“Como estamos em um Instituto de matemática e computação, os alunos têm muito contato com essas áreas, mas têm dificuldade de entender o pessoal da área de educação, que possui uma fundamentação pedagógica mais apurada. É preciso estabelecer um diálogo entre esses dois mundos para que possamos trabalhar em conjunto e desenvolver algo que seja, realmente, de grande impacto social”, completa Isotani.

Segundo ele, a área de computação aplicada à educação compreende, basicamente, a pesquisa e inovação sobre as técnicas, ferramentas e tecnologias da computação que podem ser utilizadas para facilitar o processo de ensino e aprendizagem. Já a área de educação apoiada pela computação – ou simplesmente aprender com computação – estuda como a aprendizagem pode ser melhorada por meio do uso dessas ferramentas e tecnologias. Ao atuar nessas duas frentes, afirma Isotani, o CAED consegue relacionar os dois lados dessa moeda: “a computação contribuindo com a educação e a educação contribuindo para melhorar as tecnologias computacionais”.

Formando grupos – O professor Isotani comentou que uma das suas principais linhas de pesquisa é a formação de grupos. Imagine uma sala de aula em que o professor peça para que sejam formados grupos de forma que todos trabalhem de maneira colaborativa. O professor poderá dar a opção aos alunos de escolherem seus grupos ou poderá selecionar os alunos que formarão cada grupo de forma aleatória. “Fazendo uma seleção de grupos de aprendizagem dessa maneira, a chance de sucesso será aleatória também. Se o aluno cair em um grupo com o qual tem afinidade, poderá desenvolver um bom trabalho, do contrário, possivelmente não terá o mesmo resultado”, avalia Isotani. 

O professor explica ainda que, quando os alunos têm a liberdade de formar os grupos, nem sempre a colaboração e a aprendizagem se efetivam: “Nesse caso, é comum que os conflitos sejam evitados, porque se tratam de colegas trabalhando juntos. Isso é prejudicial para a aprendizagem, pois é a partir dos conflitos que surgem novas ideias e aprendizados”.

Para Isotani, a formação de grupos efetivos de aprendizagem não pode ser realizada aleatoriamente, mas sim a partir da análise de vários critérios. Por exemplo, há muitos pesquisadores que enfatizam a necessidade de combinar, em um mesmo grupo, alunos com níveis de conhecimento variado, pois, com essa heterogeneidade, podem ser alcançados melhores resultados de aprendizagem. Exemplos de outras questões que devem ser levadas em conta na hora de formar um grupo são os aspectos culturais, socioeconômicos, religiosos e motivacionais dos participantes. Nesse contexto, o desafio é detectar quais são essas características que possibilitam a formação dos grupos efetivos de aprendizagem. A partir da identificação dessas características, os pesquisadores buscam construir algoritmos – sequências de comandos passados para um computador – para que esses grupos sejam formados da melhor forma possível.

Segundo o professor, serão necessários de três a cinco anos para que as pesquisas realizadas atualmente no CAED levem à criação de uma ferramenta útil para a formação desses grupos. Para se ter uma ideia da relevância dessa área de pesquisa, Isotani e o aluno de pós-graduação do ICMC Wilmax Cruz realizaram um mapeamento bibliográfico nas principais bases de dados científicos da área de computação e descobriram que, de 2001 a 2013, foram publicados 165 estudos sobre algoritmos para formação de grupos e 48 deles focados em ambientes de aprendizagem colaborativa. Os pesquisadores fizeram também uma análise mais detalhada e verificaram que a maioria dos trabalhos (82%) resultou em implementações, mas apenas 2% deles disponibilizava o código fonte. Na maior parte dos estudos, o objetivo foi a criação de protótipos destinados a realizar pesquisas e não propor ferramentas para solucionar problemas educacionais reais. “O grande diferencial das pesquisas realizadas no CAED é exatamente fazer pesquisa com o objetivo de gerar produtos inovadores que podem solucionar alguns dos problemas do atual processo de ensino e aprendizagem”, ressalta Isotani.



A partir de um mapeamento bibliográfico amplo como esse, os pesquisadores conseguiram observar o que já foi publicado nessa área do conhecimento e avançar em suas pesquisas. Uma ideia inovadora do grupo foi apresentar o resultado desse mapeamento por meio de um infográfico (acesse aqui: http://infografico.caed-lab.com/mapping/gf/). A ideia, agora, é disponibilizar ao público mais resultados das pesquisas do CAED por meio de infográficos como esse.

A linha de pesquisa de formação de grupos também abrange estudos relacionados à formação de grupos de alta performance, os quais podem ser de grande utilidade para a formação de equipes de alta performance em empresas. Dessa forma, os profissionais de recursos humanos poderiam, a partir da identificação das características da equipe atual da empresa, identificar o perfil ideal de profissional necessário para atuar ali e aumentar a performance do grupo. Assim, seria possível efetuar uma seleção de novos profissionais ou treinar os funcionários de forma a alcançar os resultados almejados.

A expectativa é de que, no futuro, exista pouco espaço para o aleatório na hora de formar um grupo. Aliás, alguém já pensou em um algoritmo capaz de formar a melhor equipe para providenciar o próximo churrasco?


Texto e foto: Denise Casatti - Assessoria de Comunicação ICMC/USP

Mais informações
Site do CAED: https://www.sites.google.com/site/labcaed/
Assessoria de Comunicação do ICMC
E-mail: comunica@icmc.usp.br
Telefone: (16) 3373.9666